A Resiestrela S.A, empresa responsável pela gestão da concessão do Sistema Multimunicipal de Triagem, Recolha Selectiva, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU’s) provenientes dos Municípios que integram o Sistema (Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso, vai apoiar a Selecção Portuguesa de Natação Adaptada na preparação para os Jogos Paralímpicos de 2012, em Londres, no âmbito de uma iniciativa de solidariedade social transversal a todas as empresas do Grupo AdP - Águas de Portugal com operação em Portugal.

No dia 6 de Maio de 2010, a holding AdP – Águas de Portugal, SGPS, S.A., em representação das empresas do grupo, assinou o protocolo de formalização desta colaboração com a Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência no âmbito da qual durante três anos, por cada postal electrónico de Natal enviado pelos colaboradores, serão  entregues 50 cêntimos para ajudar a Selecção Portuguesa de Natação Adaptada na preparação para os Jogos Paralímpicos de 2012, em Londres.

Até ao momento, foram já recolhidos 31 mil euros, montante respeitante aos envios de postais no Natal passado e que foi entregue pelo Presidente do Grupo AdP, Pedro Serra, à Presidente da Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência, Leila Marques, na cerimónia de assinatura do protocolo.

Nesta cerimónia estiveram presentes o secretário de Estado da Juventude e Desporto, Laurentino Dias, e a Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz.
 

Desenvolvida no quadro da sua estratégia integrada de sustentabilidade empresarial, esta é uma iniciativa de solidariedade social que envolve de forma transversal as empresas do Grupo AdP com operação em Portugal, conquistando para uma causa comum cerca de 5 mil colaboradores, de Norte a Sul do País. “É com orgulho que o Grupo AdP apoia estes atletas que, ultrapassando todas as barreiras e limitações, representam de forma tão digna o nosso país”, salientou Pedro Serra, Presidente do Grupo AdP.

O montante hoje entregue à Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência, de acordo com a sua Presidente, Leila Marques, é fundamental para garantir “a participação dos atletas em diversos eventos desportivos e, em particular, a realização de estágios em altitude, enquanto momentos preparatórios que ajudam a que os atletas cheguem aos Jogos de Londres na sua melhor condição física e psicológica”. “Este tipo de apoio vai também permitir-nos actuar numa outra área fundamental que é a da captação de novos talentos, garantindo a continuidade da prática desportiva das pessoas com deficiência”.

A Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz, elogiou a iniciativa do Grupo AdP “enquanto exemplo do contributo que a sociedade civil tem, complementarmente à acção do Estado, na construção de uma sociedade sem barreiras”.

Também o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, Laurentino Dias, destacou a importância da conjugação de esforços do Estado e sociedade civil: “Sabemos que o Estado tem que ser o primeiro a apoiar quem mais precisa, mas não pode fazê-lo sozinho” afirmou, dirigindo aos colaboradores do Grupo AdP uma palavra especial de agradecimento “por terem conseguido, a partir de uma iniciativa como o envio de postais de Natal, fazer Natal todos os dias, apoiando um trabalho diário muito difícil, mas que é feito de forma muito alegre por estes atletas”.

O envio de postais é feito através de uma plataforma electrónica, desenvolvida pela empresa Comon para uma utilização fácil e amigável, com vista a incentivar a adesão de todas as empresas e colaboradores. Esta plataforma facilita ainda a gestão do processo e a contabilização final do montante a atribuir por cada participada do Grupo, consoante o número de postais enviados pelos respectivos colaboradores.

Com a integração desta componente de solidariedade social nas actividades de celebração do Natal, o total de envios de postais electrónicos em 2009 foi superior em 52% a 2008, confirmando a boa adesão dos colaboradores do Grupo AdP a iniciativas de apoio social.

A escolha da Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência, em particular da Selecção Portuguesa de Natação Adaptada, para esta acção, decorre no contexto do Ano Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social – projecto de abrangência nacional, capaz de promover a inclusão social através de uma prática desportiva intrinsecamente relacionada com a água, um dos elementos centrais da actividade do Grupo AdP.

Nos Jogos Paralímpicos de Beijing 2008, o nadador João Martins trouxe para Portugal a medalha de bronze nos 50 metros costas. Bons resultados que se repetiram no mais recente Campeonato da Europa de Natação Adaptada, na Finlândia, em Outubro de 2009, em que a selecção portuguesa arrecadou cinco medalhas, duas de prata e três de bronze.

A Resiestrela vai apoiar a Selecção Portuguesa de Natação Adaptada na preparação para os Jogos Paralímpicos de 2012, em Londres, no âmbito de uma iniciativa de solidariedade social transversal a todas as empresas do Grupo AdP - Águas de Portugal com operação em Portugal…