Energia elétrica

Na Resiestrela a produção de energia é um vetor de inovação, e toda a energia produzida através dos resíduos é exportada para a Rede Elétrica Nacional.

 

A matéria orgânica presente nos resíduos existentes no aterro, vai-se degradando ao longo do tempo, dando origem a um gás, designado por BIOGÁS, o qual é constituído, principalmente, por metano (CH4 ) e dióxido de carbono (CO2 ).

 

O gás metano é o principal constituinte do Biogás, que possui as seguintes propriedades:

 

  • Elevado valor energético que pode ser utilizado como combustível;
  • É um gás cujo efeito de estufa é 20 vezes maior que o do CO2.

 

 

O Biogás que é produzido no Aterro Sanitário da Resiestrela, é captado através de uma rede de drenos verticais e horizontais e conduzido através de condutas até uma Unidade de Valorização Energética (UVE), onde se transforma em energia elétrica.

 

Em 2017 registou-se uma energia produzida de 4.48 Gwh, que foi injetada na Rede Elétrica Nacional.